Quais são os tipos de pintura industrial?

Toda atividade industrial deve possuir rigoroso controle de qualidade e que envolve a inspeção periódica de cada uma das etapas de fabricação do produto conforme projeto industrial previamente aprovado. Como as peças industriais fabricadas ou reformadas, retificadas ou alvo de manutenção periódica, também são pintadas, então é imprescindível controle técnico sobre esta importante atividade da linha de montagem industrial. Otimizando-a, evita-se retrabalho e economiza-se tempo. Siga com a leitura e entenda mais sobre quais são os tipos de pintura industrial.

Etapas


Para que se tenha uma ideia, o trabalho do profissional de pintura industrial começa com a verificação da superfície a ser pintada e sua porosidade, o controle da temperatura ambiente, o “ponto de orvalho” para evitar rugas na pintura, o selamento e o acabamento da pintura. Em suma, sua realização e seu resultado.
Depois de realizado o trabalho de pintura industrial, começa sua inspeção, a verificação da qualidade de seu resultado, o que se dá através de diversos procedimentos. Principalmente, as técnicas de inspeção visual e dimensional, que verificarão a qualidade do serviço no que se refira à pintura sobre solda, a degradação superficial do revestimento protetor das chamas ou a rápida detecção e correção de defeitos na pintura – também há espaço aqui para a verificação da durabilidade do revestimento e do material utilizados nesta espécie de acabamento.


A pintura industrial deve ser realizada sempre em condições de excelente visibilidade e iluminação e deve levar em conta a intensidade da luz nos ambientes internos e externos-adjacentes da área a ser pintada, além da cor da iluminação que recairá sobre a superfície respectiva. Tudo conforme as regras da ABNT NBR 15218, buscando evitar sinais ásperos na pintura, surgimento de sais e impurezas por sobre as camadas, higiene e limpeza no substrato e solidez e impermeabilidade na aplicação do revestimento.
Isto porque a pintura industrial não visa somente ao embelezamento ou mesmo à proteção de estruturas e plantas industriais, mas também a proteção anticorrosiva de metais na indústria, na preservação e aumento da vida útil de equipamentos, tanques e tubulações industriais. Não nos esqueçamos que a maioria das estruturas a serem pintadas na indústria são compostas por aço, uma liga de ferro e carbono, com o teor de ferro maior que 95% – pintar esse tipo de material requer uma técnica toda especial desenvolvida especificamente para evitar-lhe a corrosão.


Gostou desse texto? Continue seguindo o blog da RP Engenharia.

Matérias recentes