A importância do aterramento elétrico

A eletricidade é indispensável à vida nos dias de hoje. Qualquer construção, edificação e até vias públicas e serviços virtuais dependem da eletricidade.  Por isto, o funcionamento seguro e adequado das instalações elétricas se torna uma obrigação de todo e qualquer trabalhador ou usuário consumidor de eletricidade.

Para que as instalações sejam seguras e funcionem da melhor maneira possível, é necessário um bom sistema de aterramento elétrico.

Vamos entender como ele funciona?

Questão de fases… e neutros

A energia elétrica chega em sua casa, ou em sua empresa, através de dois condutores de energia, geralmente fios. São os conhecidos “neutro” e “fase”.  O primeiro é o conduíte da energia de retorno, e o fase é o que carrega toda a eletricidade, que por isto oscila e varia sua tensão elétrica, principalmente por conta da imperfeição da ligação ou por arritmias ou fenômenos naturais. 

É o nível de tensão entre os cabos fase e neutro que gera a corrente elétrica. Se  a energia de sua casa é 120 ou 127v, é porque esta energia chega assim pelo cabo fase, enquanto o neutro está, naturalmente, zerado. 

Quando “sobra energia”

Todavia, impurezas e intempéries podem atrapalhar esta combinação, criando excessos na rede elétrica.

Esta fuga de eletricidade que dá o choque, que varia em intensidade e decorre da fuga de energia. Este tensionamento, este excesso ou sobrecarga,  será resolvido com o aterramento.

Como funciona o aterramento

O aterramento acontece através de um terceiro condutor, o “fio terra”, por onde o resíduo elétrico irá ser escoado. Sua energia também é de potencial zero, mas ao contrário do neutro, ele não permite a evasão ou sobra de carga elétrica.

Por que acontece desse jeito?

Bem, o fio terra vai conduzir o excesso de energia para fora do sistema elétrico, evitando choques e curto circuito.

Estes ocorrem porque o excesso de eletricidade fica no equipamento e, na falta de escoadouro seguro, “descarrega” na pessoa ou objeto com o qual entra em contato. 

O aterramento não só protege as pessoas de choques, como permite o funcionamento da estrutura elétrica com segurança e eficiência, evitando picos de energia, incêndios e queima de equipamentos elétricos.  Outros dispositivos de segurança, como disjuntores ou fusíveis, interrompem o funcionamento do dispositivo para o caso da energia gerar sobrecarga, mesmo com o aterramento. 

Entendeu a importância do aterramento elétrico? Ele é de suma importância para que se manntenha a segurança e qualidade da rede elétrica, seja doméstica ou empresarial ou pública.

Nós da RP Engenharia trabalhamos há anos com a criação de sistema de aterramento. Entre em contato com a gente se precisar de uma empresa com histórico de responsabilidade e qualidade nesse tipo de trabalho.

Matérias recentes