O que é a gestão global de ativos?

Imagine-se um agricultor que divida sua área e lavouras em diversas diferentes culturas de plantio: soja, milho, feijão, etc… Havendo tempo ruim, alguma delas certamente vai vingar e o lucro da safra não será frustrado, não é mesmo? A gestão de ativos consiste justamente em uma técnica semelhante à esta, siga com a leitura e entenda o que é a gestão global de ativos.

Gestão global de ativos

A gestão de ativos cuida em disseminar e espalhar o dinheiro da empresa em diversos tipos de investimentos em ativos financeiros distintos, diferentes: ações, commodities, obrigações, produtos monetários, matérias-primas, etc. O empresário pode também, inclusive, gerir contas de terceiros, o que é conhecido como gestão fiduciária: aqui, ele irá ramificar o patrimônio financeiro de uma pessoa física ou jurídica, um cliente. O objetivo será sempre, como em todo negócio financeiro, o melhor retorno possível do investimento, o maior lucro possível em menor tempo.

Aí entra a gestão coletiva ou gestão global de ativos. É criado um fundo mutuário, uma espécie de grupo de investidores organizados por um só gestor. Este fundo irá ser direcionado para os melhores negócios do mercado.

Há a gestão passiva e a gestão ativa. Neste último caso, o gestor vai comprar ações e investir em resultados próximos e prósperos. Na gestão passiva, ou indexada, é buscada a manutenção do capital, e não sua superação. O objetivo dela é não perder, e não necessariamente ganhar, replicando o investimento com custo bem inferior ao da gestão ativa – só que esta última gera mais lucros.

Conseguiu entender o que é a gestão global de ativos? Acha que sua empresa precisa saber mais sobre esse assunto? Entre em contato com um de nossos consultores, a RP pode te ajudar!

Matérias recentes