Qual o objetivo da gestão de ativos?

Primeiro, vamos entender o que é um “ativo”. Um ativo é um valor que se agrega a uma pessoa, seja ela física ou jurídica. Não é à toa que muito se fala de ativos financeiros, imobiliários, etc… Na Indústria, um ativo pode ser caracterizado por ferramentas, matérias, marcas e mesmo Know-how.

Gerir um ativo é comprometer-se com ele ao longo de sua vida útil, desde a aquisição até o descarte. Seu valor, finalidade, o registro de seu funcionamento e sua manutenção, tudo isto faz parte da gestão de um ativo, principalmente em escala industrial. Mas qual é o objetivo da gestão de ativos?

Siga com a leitura e entenda mais…

Gestão de ativos

A gestão de ativos vai demonstrar a viabilidade de determinado produto, seja ele um serviço ou um bem, e assim também o seu valor para a indústria e para o mercado. Sua utilização na planta industrial será indispensável de um ou outro modo e, portanto, o acompanhamento do funcionamento do ativo fará parte do cotidiano da indústria, sempre.

A boa gestão de ativos será importante para identifica-lo e rastreá-lo, para otimizar seu funcionamento, melhorando o planejamento de suas atividades. Também será através de boas práticas de gestão que se irá disponibilizá-lo de maneira eficiente ao longo da linha industrial e como produto final, no mercado, conforme o caso. Administrar bem a vida útil do ativo é, de certo modo, aumentar sua disponibilidade, reduzindo os custos com seus reparos e manutenção e incrementando-lhe a produtividade.

A boa qualidade do ativo vai interferir, inclusive, no seu valor de mercado, inclusive do acionário. Sua cotação bolsátil, se quiser falar difícil. Ele maximiza os resultados da empresa e agrega em segurança do trabalho e qualidade de vida tanto daqueles colaboradores que lidam com ele quanto dos clientes que dele auferem benefícios decorrentes de sua existência e funcionamento.

Gostou desse texto? Continue seguindo o Blog da RP e mantenha-se atualizado!

Matérias recentes